sábado, 25 de outubro de 2008

Mundos distorcidos


Nas andanças pela net encontrei o Worldmapper.  O conceito do site é muito interessante, apresentando dados demográficos de uma forma bastante pictórica, manipulando as áreas dos países nos mapas.  Vale muito a pena perder uma meia hora por lá.  Algumas amostras (lá tem mais de 350 mapas!!!) comentadas:




0) Mapa geográfico.


É por aqui que começamos.  Nesse quesito estamos bem.  Somos grandes.  É interessante notar que o mapa utilizado respeita a área real dos países, não aquela porcaria de livro escolar que faz a ilha da Groenlândia parecer maior que a África inteira.  A parte ruim é que quanto mais pros extremos norte e sul, mais distorção lateral encontramos (ou seja, para os fraquinhos em Matemática, a forma dos países e continentes é mais distorcida - "achatada" - quanto mais pra cima ou pra baixo do mapa, mas a sua área é mais próxima da real).



1) População. 


Viram como "diminuímos"?  Pois é...  O Brasil tem um monte de gente, mas não chega aos pés de formigueiros como China e Índia!  Ainda assim, deveríamos fazer  muita coisa por aqui, com tanta terra e tanta gente!  Continuem lendo e entenderão porque isso não acontece.



2) Exportação de frutas.


Já que estamos bem, vamos continuar com a parte boa.  Em exportação de frutas o Brasil está bem colocado (Embora vergonhosamente atrás dos hermanos, dos chilenos e dos europeus em geral.  Como pode?  Voltem e observem nossa área!!!).  Não é à toa que somos a República das (dos?) Bananas.  Em homenagem a esse pitoresco fato, ofereço uma banana a nosso presidente da república.



3) Importação de frutas.

Como é óbvio, já que somos exportadores, pra quê importar?  Uma de nossas riquezas nacionais são essas frutas que ninguém tem.  Mas sabemos explorar?  Claro que não!  Vendemos baratinho, como "damas da noite do mundo" que somos!



4) População em 1500.


É duro.  Aqui tomamos um ferro.  Nessa época só tinha uns indiozinhos andando de tanga e morando em barracos de palha. Devido à incompetência de nossos colonizadores, que não os dizimaram, e à articulação interesseira de certos políticos "amigos do povo", hoje em dia esses indivíduos possuem um absurdo órgão estatal, a FUNAI (e toda uma legislação ridícula por trás, que os classifica como inimputáveis, ao lado dos retardados e loucos), que lhes garante o direito de estuprar mulheres brancas em seus macabros rituais religiosos e de extorquir caminhoneiros (que pagam até 150 reais de pedágio) que atravessam suas (?) terras.  Que falta fez um general Custer por aqui!



5) Nascimentos.

Até que estamos razoáveis nesse ponto.  Perto dos formigueiros humanos (China e Índia) e da mama África, claro.  Mas é só dar uma olhada na Europa e ficar triste.  Ela inteira é do tamanho do Brasil...  Essa explosão demográfica, vai nos ferrar a longo prazo...



6) Pessoas com renda inferior a 10 dólares.

Até que estamos magrinhos nesse gráfico, SE E SOMENTE SE você olhar apenas para os "infernos na Terra", Índia, China e África...  Se olharmos para a América do Norte, Europa, Oceania e - até mesmo, PASMEM! - América Central, estamos MUITO MAL.  Obesos.  Até os hermanos quase desaparecem!



7) Exportação de petróleo.


Apesar de pré-sal, pós-sal e sem-sal, produzimos pouco, apenas o suficiente para abastecer o mercado interno.  O conhaque Presidente adorou alardear que somos auto-suficientes, mas o que a gente faz quando acabar o óleo? 



8) Número de carros.

Chega a ser ridículo o tamanho dos Estados Unidos, Europa e Japão (o roxinho à direita).  África e Índia, tão grandes nos outros mapas, aqui sofrem de raquitismo.



9) Destinos de turismo.

Cidade maravilhosa, praias, Amazônia, Pantanal...  Bela porcaria!  Gringos gostam de ser bem atendidos e de não ser assaltados, além de ver lugares bonitos.   A China, por incrível que pareça, ganha de nós disparado! 



10) AIDS.

África e Índia.  Precisa falar mais alguma coisa?



11) Homicídios.

Finalmente o país do verde-amarelo em posição de destaque!!!  Lembram do Japão?  O roxinho?


Visitem o resto do blog.  Basta clicar aí do lado, nos posts, ou aqui!
Aproveite e deixe um comentário tosco, como os que já estão aí embaixo! ;)


Marcadores: , , , , ,

15 Comentários:

Anonymous Laura disse...

"É duro. Aqui tomamos um ferro. Nessa época só tinha uns indiozinhos andando de tanga e morando em barracos de palha. Devido à incompetência de nossos colonizadores, que não os dizimaram, e à articulação interesseira de certos políticos "amigos do povo", hoje em dia esses indivíduos possuem um absurdo órgão estatal, a FUNAI (e toda uma legislação ridícula por trás, que os classifica como inimputáveis, ao lado dos retardados e loucos), que lhes garante o direito de estuprar mulheres brancas em seus macabros rituais religiosos e de extorquir caminhoneiros (que pagam até 150 reais de pedágio) que atravessam suas (?) terras. Que falta fez um general Custer por aqui!"

Olha, como leitora ativa de muitos blogs, e que por sinal gostou muito de sua produçao, nao pude deixar de registrar meu profundo nojo de tal comentario. O post estava muito interessante, mas meu, pra que esse preconceito/xenofobismo ridículo! Você poderia ser preso por tal comportamento. EE Brasil, cheio de falso moralismo e hipocrisia. Merece tudo de mal que acontece mesmo.
Mas tudo bem, nao tenho mais o que comentar e nem perder meu precioso tempo lendo suas bobagens. Espero que seu blog vá de mal a pior, porque ganhaste uma anti-fã.

28 de outubro de 2008 03:40  
Anonymous Homer Simpson disse...

resposta à laura

não precisava de extermínimo, mas os índios são como políticos: estão acima da lei. Outro dia uma meia dúzia saiu de Pernambuco, invadiu um condomínio de luxo em Niterói/RJ e disse que historicamente haviam índios no local e essa terra era direito deles. Porra, tem noção de quanto custa o IPTU de lá? E vem uma meia dúzia de nordestinos lá da casa do caralho e pega na mão larga se apoiando na (péssima) legislação da FUNAI? Não sou a favor do genocídio, mas pera lá, os caras têm que se adequar à sociedade e seguir as mesmas leis que nós. Pq vc acha que estão tentando demarcar a reserva Raposa do Sol? Pra pegar a Amazônia na mão grande mesmo. Se derem a reserva para os índios, aquilo se torna um Estado independente DENTRO do Estado de Roraima, onde nem o Governo de Brasília pode dar pitaco. Lá existem inúmeras riquezas naturais que diga-se de passagem, o "Tio SAM nem tem interesse...". É mais fácil pegar dos índios através das ONG's do que pegar do Brasil. E vc ainda os defende... Vai ler o blog da Britney, vai! O Brasil é o que é por que aqui só existem três tipos de pessoa: os esclarecidos (minoria), os esclarecidos malandros que se aproveitam das brechas nas leis pra se promover e só enxergam o próprio umbigo (um pouco mais que a minoria) e os IGNORANTES que só sabem do BBB, da Favorita, da Madonna, do TV Fama... vc tá no terceiro grupo né?

28 de outubro de 2008 10:10  
Anonymous CN disse...

o Homer Simpson, apesar dos insultos insuflados ao final do post, tem razao.

Tudo bem que a 500 anos atras , era tudo deles. Mas nao podemos esquecer que naquela época o mundo era outro, com leis bem diferentes.
E se fossemos aplicar a lei de que eles estavam aqui primeiro, e portanto a terra é deles, é melhor a senhora, dona laura ir saindo da sua casinha e indo embora pra outro continente, por aqui, nao tem NADA seu.

E se a senhora disser que comprou e portanto tem direito, ora, quem garante que na verdade o dono original nao matou os indios que viviam onde é hoje a sua casinha?

28 de outubro de 2008 12:55  
Anonymous CN disse...

Pô. esqueci de falar!
Brasil em homicídios é Campeão!! É Campeão!! É Campeão!! É Campeão!!

bora deixar tudo pros indios e ir embora daqui! :D

28 de outubro de 2008 12:57  
Blogger Fred Fomm disse...

Tome um ecstasy e fique dez minutos girando um globo terrestre. O efeito é o mesmo.

28 de outubro de 2008 18:11  
Blogger Fred Fomm disse...

PS, fiquei desapontado: procurei um mapa chamado 'penis size', que deveria ter SP - minha casa - como a maior cidade do mundo e não encontrei.

Malditos democratas!

28 de outubro de 2008 18:16  
Blogger Der Hexenhammer disse...

Laura, recomendo um curso de interpretação de textos pra você... Em nenhum momento incentivo extermínio ou discriminação contra os índios.
Simplesmente registro minha revolta pela elevação desses DESCENDENTES de índios à categoria de semi-deuses, obtendo terras de graça e pairando - geralmente alcoolizados - acima da lei de nosso país, a Zâmbia.
Não quer voltar só porque não concorda com a minha opinião? Fique à vontade! Passe na banca mais próxima e compre a Capricho. Eu não lembro exatamente de ter te convidado a ler meu blog... ;)

28 de outubro de 2008 20:09  
Blogger Der Hexenhammer disse...

Homer, CN e Fred,

Obrigado pelos comentários! É de gente assim que o Brasil precisa!
Gente que PENSA.
Não de gente que repete a cartilha do politicamente correto e a cartilha do PT...

28 de outubro de 2008 20:10  
Anonymous Anônimo disse...

Aeee!

Viva o preconceito e a ignorância.

Isso é o Brasil. É isso que esse povo merece mesmo. Por que será que esse país nunca irá para frente? Por causa de homicídios? Bom se fosse...

Se me desculparem, vou ali à esquina xingar uns índios! =]

28 de outubro de 2008 22:52  
Anonymous Anônimo disse...

Caríssimos,

Que falta que faz as disciplinas humanas que a Ditadura Militar tirou da grade escolar. Se vc estivesse estudado um pouco de Sociologia ou de Antropologia, veria o quão absurdo são suas colocações relativas aos índios. Leia O Povo brasileiro e O que faz o Brasil, brasil?
Ah, esses mapas são conhecidos como anamorfoses.
Comentários como esses seus são bastantes comuns no livro Mein kampf, escrito por Hitller.
Prof. Hélio

28 de outubro de 2008 22:52  
Anonymous Anônimo 1 disse...

Ah! Esqueci de dizer que vou também comprar a minha Caprixo sagrada! Afinal, eu sou ignorante, desumano e PTista.

HUAEHUAEHUAEHUAEHUAE

28 de outubro de 2008 22:56  
Blogger Der Hexenhammer disse...

Cagão sempre comenta como anônimo... E compra Capricho... Ou será Caprixo?

Quanto ao anônimo mentecapto que falou que as figuras são anamorfoses, recomendo a leitura simples (poucas palavras) e acessível (tem até desenhos!) sobre anarmofoses na wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anamorfose

Quem sabe na próxima vez não fala tanta bobagem?

OBS 1: Já li "Mein Kampf". Uma bosta.
OBS 2: Hitler se escreve com um "ele" só. Pra não falar dos outros erros crassos de ortografia e gramática do "douto" comentador.
OBS 3: Interessante que os anônimos se identificam como "anônimo 1" e etc... Patético.

Passar bem.

28 de outubro de 2008 23:53  
Anonymous Anônimo disse...

Corretíssima a tua colocação sobre os índios, pois o se mostra hoje são apenas alguns alcólatras querendo sobreviver acima das leis, culpa dos brancos, do colonizadores, pode ser, mas isso já se passaram 500 anos, e se as tribos possuem interação com a sociedade não devem estar acima das leis da mesma, uma sociedade não pode carregar um fardo tão grande cujo os responsáveis morreram a 500 anos.
Este cinísmo que povoa nosso país, não estou me referindo a Antístenes, tem que ter fim, pois de outra feita daremos um passo a frente, note que estamos a beira de um abismo.

29 de outubro de 2008 12:47  
Anonymous Homer Simpson disse...

hexenhammer

acredito que existe um processo de alienação pública através da televisão. A "Bruna Surfistinha" foi homenageada com uma música feita por Zeca Baleiro e Odair José. A mídia faz um glamour absurdo em cima disso. Agora fica a pergunta: qual a razão para tamanho orgulho de uma mulher que comete adultério, destrói um casamento, se promove em nome do sexo barato e estrela filmes pornô? O povo é muito IGNORANTE. Aliás, iNgnorante mesmo. Alguém já parou pra assistir a programação da TV aberta? O Zorra Total não tem humor NENHUM! As novelas se baseiam em intrigas que visam passar a perna no outro, enriquecer de qualquer forma, destruir relacionamentos afetivos, homossexualismo, etc. Jornais? Transformam tragédias em verdadeiros filmes. Martelam as mesmas informações repetidamente e fazem com que o povo esqueça qualquer outra coisa que não seja a tal notícia do momento. Ninguém fala em reduzir a carga tributária. Aliás, só essa medida faria com que diversas empresas aumentassem seus investimentos absurdamente. E os salários PÍFIOS que ganhamos voltariam a ter algum poder de compra.

PS: Dica ao "Prof. Hélio":
"Comentários como esses seus são bastantes comuns..." - Não há bastantes comuns na norma culta da língua portuguesa. Se vc não estudou concordância, fica a dica: substitua a palavra por uma mais comum, mais conhecida. Por ex: "Comentários como os seus são muito comuns..."

Abçs!

8 de novembro de 2008 15:57  
Anonymous Anônimo disse...

.

5 de abril de 2010 22:21  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial