quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Palavra do Señor

(Clique para ampliar. Vale a pena!)


Quero só ver me acusarem de homofobia ou de defesa da escravidão! Afinal de contas, é a PALAVRA DO SEÑOR. Tá bem escritinha no livro (ridículo) acima:

"Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles."

"Se alguém ferir a seu servo, ou a sua serva, com pau, e morrer debaixo da sua mão, certamente será castigado;
Porém se sobreviver por um ou dois dias, não será castigado, porque é dinheiro seu."

Palavra do Señor. La garantia soy jo. Gracias ao Señor.





16 Comentários:

Blogger Mats disse...

Se Deus não existe, não há problemas em ser-se "homofóbico" (seja lá o que isso fôr).

Sem Deus, não há forma absoluta de se classificar acções como "boas" ou "más", como tal, a "homofobia" é moralmente tão boa como a homosexualidade.

O mesmo para todos os outros comportamentos.
Se Deus não existe, todos os comportamentos morais são igualmente válidos e igualmente morais.

21 de agosto de 2009 05:21  
Blogger Tigre disse...

Um eventual julgamento divino é o único critério possível de decisão?

Se não tiver alguém te dizendo o que fazer você não consegue decidir por si só?

Se você não pensa por conta própria pra quê você serve? Adubo?

Huxley classificaria como "ômega menos" com razão.

21 de agosto de 2009 14:13  
Blogger Mats disse...

Tigre,
Um eventual julgamento divino é o único critério possível de decisão?
Eu não falei em julgamento divino, mas em Referência Absoluta. Sem Deus, não há Referência Absoluta para a moralidade. Como tal, os comportamentos que são contra a homosexualidade são tão válidos como aqueles que são a favor.
Repito, isto SE Deus não existe.

Se não tiver alguém te dizendo o que fazer você não consegue decidir por si só?
Claro que decido, mas a questão não é que sou capaz de decidir, mas sim se o que eu decidi está certo ou errado. Quem é que decide isso? Se ninguém decide, então todos os comportamentos morais são igualmente válidos, INCLUINDO os comportamentos morais baseados na Bíblia.

Se o ateísmo está certo, então náo há fundamento para o ateu atacar a moralidade alheia.

21 de agosto de 2009 14:29  
Blogger Tigre disse...

Mats.

É devido a acreditar em referências absolutas oriundas de alguma divindade que alguns amarram bombas no corpo e se dirigem a estações de metrô.

Não tenho interesse nenhum em defender a divindade ou ateísmo; apenas acho que se alguém pode decidir por você o quê é bom e o quê é mau, tem uma boa parte do seu córtex que é tão útil quanto seu apêndice.

21 de agosto de 2009 15:06  
Blogger Mats disse...

Tigre,
É devido a acreditar em referências absolutas oriundas de alguma divindade que alguns amarram bombas no corpo e se dirigem a estações de metrô.

Se Deus não existe, então não há problemas nenhuns com isso uma vez que todos os comportamentos morais são igualmente válidos.

21 de agosto de 2009 19:30  
Blogger Tigre disse...

Mats.

O ponto falho é: apenas a divindade decide o que é moral ou não? Então por quê cada divindade apresenta um conceito moral diferente da outra?

Eu não mandei você "tomar no seu cu" porque alguma figura divina disse que é errado, mas porque EU não achei correto.

Da mesma forma, embora algumas divindades digam que é correto explodir pessoas (e isto até possa parecer divertido) eu nunca tentei porque EU NÃO QUERO.

Não tem nada a ver com o que a moral divina prega, mas com o que EU ACHO.

"Cogito ergo sum", sacou?

Infelizmente, pensar e decidir por você é um atividade muito mais complexa do que parece, e o mundo das alfaces não está pronto pra isso.

Encerro aqui minha argumentação.

Abraço.

22 de agosto de 2009 07:42  
Blogger Mats disse...

Tigre,
O ponto falho é: apenas a divindade decide o que é moral ou não? Então por quê cada divindade apresenta um conceito moral diferente da outra?

Se calhar porque são diferentes "divindades"?
Diferentes pessoas tem moralidades distintas. Se não existe UM Deus Criador e Legislador de todo o universo, então todos os comportamentos morais são válidos por falta de Uma Referência *Absoluta*.

22 de agosto de 2009 09:22  
Blogger Tigre disse...

De acordo com você, o SEU DEUS está certo e todos os deuses das outras pessoas errados.

Paralelamente, a moral do SEU DEUS é absoluta e correta e as que discordarem estão falhas.

Melhor do que isso; a partir do momento que você diz "se não existe UM" referindo-se a "apenas um" e alardeando que os "Deuses" das outras pessoas não existam, você abre o precedente para que elas pensem o mesmo do seu (qualquer que seja).

Portanto, espero que o SEU DEUS goste de guerras, pois é assim que as coisas acabam quando achamos que somos os únicos donos da verdade e que todos os outros estão errados.

Além disso, como já disse, se ELE pensa por você e por todos os seus "co-religionários" vocês poderiam dedicar-se apenas ao trabalho mecânico.

Desculpe, pois no post anterior disse que terminara minha argumentação. Agora é definitivo.

22 de agosto de 2009 09:50  
Blogger Mats disse...

Se Deus não existe, as guerras não são nem boas nem más.

22 de agosto de 2009 19:57  
Blogger Der Hexenhammer disse...

Mats, o seu retardo mental torna-se cada vez mais evidente. Embora o Tigre tenha recusado-se a cair nessa armadilhazinha filósofica primária que você elaborou, sua mente de crente recusa-se a aceitar o fato.

Você nega o relativismo, independente de qual seja, e sente uma gana louca pelo determinismo. Infelizmente para você e para sua gangue de psicopatas homocidas (o "o" está correto), o universo não compartilha da mesma opinião, nem tampouco a sociedade.

Filosofia é apenas uma FERRAMENTA para entender o mundo. Insistir em apelar para a Filosofia com premissas ridículas é como tentar tomar sopa com uma colher.

Apenas parafraseando:
Se Deus não existe, não há problema em ser homossexual.

O único problema que pode existir numa sociedade sem Deus é agir contra a moral adotada pela sociedade. No seu caso específico, a vontade louca de apedrejar homossexuais. FREUD EXPLICA!!! hehehehe!

23 de agosto de 2009 16:06  
Blogger Der Hexenhammer disse...

Só comentando outro ponto que escapou...

Mats, você defende o ESCRAVAGISMO do Señor assim como defende o HOMOCÍDIO do Señor?

Cuidado com o Antigo Testamento, você vai acabar se encrencando com a sua pseudomoral pseudodeterminista...

23 de agosto de 2009 16:10  
Blogger Mats disse...

Mats, o seu retardo mental torna-se cada vez mais evidente. Embora o Tigre tenha recusado-se a cair nessa armadilhazinha filósofica primária que você elaborou, sua mente de crente recusa-se a aceitar o fato.

qual "fato"? Vocês é que contradizem o vosso ateísmo cada vez que atacam o cristianismo.
Volto a frisar, para o caso de ue não ter sido claro:
Se Deus não existe, todos os comportamentos morais são igualmente válidos devido à falta de "Um Juiz Absoluto" (Deus). Se nmão existge Um Ponto de Referência *Absoluto*, entao ser-se contra a homosexualidade é tão válido como ser-se a favor da mesma.

Se não tens argumentos para contradizer o que eu disse, tudo bem, mas cada vez que chamas nomes a quem mostrea a incoerência do teu ateísmo, confirmas que o ateísmo é falso.

Em que é que ficamos? Tens resposta ou vais continuar com os insultos infantis?

23 de agosto de 2009 16:18  
Blogger Tigre disse...

Hex, como eu disse sobre esse tal Mats, o cérebro
e tão útil quanto o apêndice.

Infelizmente, filosofia demanda uma certa atividade supratentorial e essas vaquinhas de presépio são condicionadas a repetir bobagens como um mantra interminável, esperando que virem verdade.

Pensar não faz parte do cardápio, já que o trouxa paga 10% do que ganha pra alguém dizer a ele o que fazer.

Deve ser um ótimo apertador de parafusos. E só.

Voltarei a discussões semelhantes quando me apresentarem um argumento que valha à pena ser considerado; e não espero nada desse nível desta alface metida a DNA.

23 de agosto de 2009 19:55  
Blogger Mats disse...

Tigre,
por outras palavras, não vais refutar o meu argumento.
Entendo.

24 de agosto de 2009 04:27  
Anonymous professor pasquale disse...

mats,
nota zero em interpretação de texto.

a resposta correta é a que diz que você não tem capacidade suficiente para ler, compreender e argumentar, como prova essa sua conclusão imbecil.

sugiro assistir ao meu programa, comprar um cérebro no mercado negro ou matricular-se num curso para retardados.

crente burro. (pleonasmo)

24 de agosto de 2009 15:56  
Anonymous professor pasquale disse...

e aí, C.B.?

entendeu ou quer que desenhe?

24 de agosto de 2009 16:36  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial