sexta-feira, 30 de abril de 2010

Um desafio para o Sr. Mats

Gostaria de ver o ignorantíssimo criacionista Mats, do horripilante e mal denominado blog Darwinismo me explicar onde fica o brilhante projeto de Deus no caso do nervo laríngeo recorrente.

Aqui vemos como era o nervo laríngeo recorrente em nossos antepassados, examinando um tubarão, que não teve grandes alterações em sua anatomia em relação a eles:



Aqui vemos um ser humano, cujos arcos branquiais assumiram outras funções e foram realocados inferiormente. Que belo projeto! Obra de um Niemeyer celestial, provavelmente:




E o que dizer da pobre coitada da girafa?




Sem comentários, não?

10 Comentários:

Blogger Mats disse...

Meu Deus, Mallmall, ainda não entendeste que usar-se o mundo vivo como evidência a favor do ateísmo é um tiro no pé?

Mas aceito o teu desafio e vou-me informar sobre isso e dar-te uma resposta baseada no que os médicos e cientistas dizem sobre o suposto "mau design" que tu listaste.

Obrigado pelo desafio!

1 de maio de 2010 07:40  
Blogger Der Hexenhammer disse...

Mats, não estou usando o mundo natural como evidência a favor do ateísmo, mas contra o Criacionismo. Não se faça de parvo.

Abraço!

1 de maio de 2010 18:30  
Blogger Mats disse...

Mats, não estou usando o mundo natural como evidência a favor do ateísmo, mas contra o Criacionismo.

Se o mundo não foi criado, então o que é que sobra senão o ateísmo?
Se refutas a Criação, ficas com o quê?

Evolução, certo?

1 de maio de 2010 18:34  
Blogger Fabenrik disse...

Mats acha que refutando a evolução (o que não seria com a criação, e se em caso remoto viesse a ser, teria que explicar pq Jeová e não Vishnu, Espaguetti, Fadas etc), fica o deus dele...
Aff!

É difícil não pensar em ativismo, visto que são pessoas como o Mats, que acabam decidindo o destino da massa. É difícil deixar os crentes com sua "droga aliviante" em seu canto quietinhos, mas até que tenho conseguido.

Ele acha que órgãos vestigiais são órgão que necessariamente perderam sua função (como se algo superior determinasse a função, isto é, pode não ser usado mais para a primeira utilidade aplicada, como pode ser utlizado com outro fim, e pode nem ser usado mais - não sei se estou equivocado, mas é assim que entendo)

Mall seu blog tá ótimo como sempre, amigo.
A proposta de uma possível parceria está de pé!
Vou colocar seu link lá no Ateu e à toa. Se quiser um banner me passe. O e-mail já tem.


PS - Desculpe por alguns mal entendidos, espero que não esteja chateado, só um pouco ocupado.

Fabenrik
ateu e atoa

1 de maio de 2010 21:23  
Blogger Mats disse...

Mallmal,

Eis aqui a minha resposta.

3 de maio de 2010 05:51  
Blogger Leonardo disse...

Hum achei interessante o assunto e me lembrei disso http://fabiobraga.wordpress.com/2009/03/20/que-tal-se-parecer-com-um-peixe/ e como o soluço por exemplo é causa da evolução http://fabiobraga.wordpress.com/2009/06/20/o-espanto-do-primata-com-o-seu-parente-anfibio/ .

5 de maio de 2010 15:59  
Blogger Fabenrik disse...

Mall, quero pedir permissão para publicar este embate no Ateu e à toa, na minha série Ateus vs Teístas...
May I?

5 de maio de 2010 21:34  
Blogger Der Hexenhammer disse...

Fica à vontade, cara. No fim de semana responderei o Mats.

6 de maio de 2010 12:16  
Blogger Tigre disse...

FATO: As mulheres têm o laríngeo recorrente.

Isto prova que a criação é burra ou que a evolução é na verdade IN-volução?

26 de maio de 2010 21:44  
Anonymous Anônimo disse...

Que comédia, esse tal de Mats escreve como se estivesse alguns séculos atrasado.

MallMall, estou achando que você é comediante, olha só com quem você resolveu mexer.

16 de junho de 2010 16:52  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial