terça-feira, 13 de março de 2007

credo quia absurdum est

Os dez maiores sinais de que você é um fundamentalista cristão...


10 - Você nega peremptoriamente a existência de milhares de outros deuses de outras religiões, mas se sente ofendido quando alguém nega a existência do seu.

9 - Você se sente insultado e desumanizado quando os cientistas afirmam que os seres humanos evoluiram a partir de outras formas de vida, mas não tem nenhum problema com a concepção bíblica de que fomos criados a partir de poeira.

8 - Você ri dos politeístas, mas não vê nada demais em acreditar num deus tripartido.

7 - Seu rosto fica vermelho e seu coração se enche de ira ao ouvir falar das "atrocidades" cometidas em nome de Alá, mas nem pisca quando confrontado com o fato de que Deus/Jeová assassinou todos os bebês do Egito em "Êxodo" e ordenou a eliminação de grupos étnicos inteiros em "Josué", incluindo mulheres, crianças e - pasmem! - árvores.

6 - Você ri das crenças hindus que deificam humanos e das alegações gregas de que deuses dormem com mulheres, mas não se incomoda em acreditar que o Espírito Santo engravidou Maria, que deu à luz um homem-Deus, que foi morto, voltou à vida e então subiu aos céus.

5 - Você está disposto a desperdiçar o resto de sua vida procurando por furos na idade cientificamente estabelecida da Terra (alguns bilhões de anos), mas não vê nada de errado em acreditar em datações realizadas por homens da Idade do Bronze que moravam em tendas e acharam por bem afirmar que o planeta existia há apenas algumas gerações.

4 - Você acredita que toda a população desse planeta (vivos e mortos), com exceção daqueles que compartilham de sua crença - ainda que excluindo todos os que fazem parte de seitas rivais - passará a Eternidade no Inferno, sofrendo infinitamente. Ainda assim considera sua religião como a mais "tolerante" e "cheia de amor".

3 - Enquanto a Ciência Moderna, incluindo História, Geologia, Biologia e Física falharam em convencê-lo, qualquer idiota rolando no chão enquanto "fala em línguas" constitui toda a evidência necessária para provar o Cristianismo.

2 - Você define 0.01% como "alto índice de sucessos" quando se trata de avaliar a eficácia de suas orações. Você considera esse número evidência suficiente de que a reza funciona e pensa que os 99.99% de fracasso se devem simplesmente à vontade divina.

1 - Você, na verdade, sabe muito menos do que ateístas e agnósticos a respeito da Bíblia, do Cristianismo e da História da Igreja, mas mesmo assim se intitula Cristão...




- A Terra tem 5000 anos, gente!


PS: E para os english speakers, um maravilhoso debate fictício entre Sócrates e Jesus.


1 Comentários:

Blogger Fredgie disse...

Eu encontrei Jesus!

Ele era o porto-riquenho que servia meu café em Nova York.

Porque cazzo será que as pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, nunca querem que você compartilhe as suas com elas? Em especial se o 'você' em questão for um 'você' ateu, como é meu caso.

Sou ateu desde sempre, mas li a Bíblia inteira duas vezes. Eu sei que o hábito da leitura é considerado feio aqui no Brasil, inda assim em duas ocasiões distintas desvendei as páginas do 'santo livro' e analisei seus 'ensinamentos'. Na primeira, aos 15 anos, achei que a Bíblia era uma reimpressão da lista telefônica: muitos personagens e poquíssima história.

Uns dez anos mais tarde li de novo e mudei de idéia, que mantenho até hoje: acho que esse livro é o primeiro e mais completo tratado já escrito sobre a esquizofrenia. O personagem central, Deus, comporta-se de maneira errática e desconexa ao longo dos capítulos: vai de um bicho-papão despótico e vingativo (Sodoma e Gomorra, o dilúvio) até o bom velhinho do Novo Testamento, passando por um sádico inescrupuloso que tortura Jó simplesmente por ter feito uma aposta com o capeta.

Quanto a Cristo, seu conluio com Sócrates fez-me pensar em como seria se ele se encontrasse com Thor: Jesus lá, vendendo seus badulaques hippies na Praça da República, mascando fumo e tomando peyote, enquanto Thor singra a cidade com bafo de cerveja e uma loira platinum na garupa de sua Harley-Davidson.

Exijo, desde já, meu direito ao Valhalla.

15 de março de 2007 21:19  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial