quarta-feira, 28 de março de 2007

Mais ou menos 1000


Não entendo a celeuma que se instalou no meio esportivo a respeito da validade do milésimo gol de Romário. Dezenas de comentaristas esportivos fazem questão de vasculhar cada um dos mais de 900 gols do carioca verticalmente prejudicado. Oras! Qual é o objetivo de tal empreitada? Querem desbancá-lo como goleador? Tentar provar que não é (e foi) um atacante eficiente?
Parece-me que tem muita gente por aí com inveja ou simplesmente contrariada pelo fato de seu desafeto ser alçado ao mesmo patamar de Pelé.
Esquecem apenas que não importa. 995 ou 1005 gols, a carreira de Romário é notável.
Uma salva de vaias para a imprensa esportiva marrom do país...

Este é o Malleus Maleficarum.

1 Comentários:

Blogger Fredgie disse...

O sádico que mora dentro (e fora) de mim iria deleitar-se com uma contusão nesta altura do campeonato, que o forçasse a abandonar o football.

Além de encarnar em carne e osso (duro de roer) o carioca way of life, Romário sempre aprontou contra o Corinthians. Imprensa afora ele vive declarando (como no Lance! desta quarta-feira) que sempre quis jogar no Timão. Preferido no Rio e preterido em São Paulo, jamais conseguiu.

Eis mais uma prova de que querer nem sempre é poder.

Vejam meu exemplo: eu sempre quis ser Rei da Austrália; idéia roubada de Lex Luthor. Conseguirei, belo dia?

(Não riam: o Lulla foi reeleito...)

29 de março de 2007 01:20  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial